A Coreia do Sul está sob alerta da chegada de um segundo tufão, o Tembin, após ter sido duramente atingida pelo tufão Bolaven, no início da semana. O Tembin está a sudoeste da ilha de Jeju, no sul do país, movimentando-se para o norte a uma velocidade de 41 km/h.

Voos foram cancelados no aeroporto de Jeju e escolas foram fechadas ou tiveram ajustes em seus horários de aulas. Dezenas de rotas marítimas foram suspensas nas regiões sul e sudoeste. Trazendo ventos de até 112 km/h, o Tembin deve atingir a terra firme em torno de 3h desta quinta-feira (no horário de Brasília) trazendo chuvas torrenciais, informou o serviço meteorologia da Coreia do Sul.

O Tufão Bolaven – o mais forte a atingir o país por quase uma década – deixou 18 mortos e um rastro de destruição nas regiões sudoeste e centro-sul nesta semana. Sete membros da tripulação de dois barcos chineses ainda estão desaparecidos. Devido à iminente chegada do tufão Tembin, as equipes de resgate tiveram que suspender a buscas. As informações são da Dow Jones.