A China reafirmou neste domingo que não se submeterá à arbitragem internacional para resolver a disputa territorial no Mar do Sul da China com as Filipinas. Um documento publicado pelo Ministério das Relações Exteriores disse que planeja explicar por que Pequim acredita que um tribunal internacional não possui competência judiciária sobre uma disputa territorial entre países.

A China tem até 15 de dezembro para responder a uma reivindicação de arbitragem feita em janeiro de 2013 pelas Filipinas no Tribunal de Arbitragem Permanente, em Haia. Salientando a recusa de Pequim em participar, a agência de notícias Xinhua escreveu que um representante do Ministério do Exterior disse neste domingo que o documento citado não constitui uma resposta ao Tribunal.