O presidente da Venezuela Hugo Chávez negou nesta sexta-feira (11) que as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e o Exército de Libertação Nacional (ELN), grupos guerrilheiros colombianos, sejam terroristas. Ele afirmou que essas organizações são "forças insurgentes que têm um projeto bolivariano, que aqui é respeitado" e pediu aos países europeus que retirem os guerrilheiros colombianos de sua lista de grupos terroristas.

"Não são nenhum grupo terrorista, são verdadeiros exércitos que ocupam um espaço na Colômbia", opinou Chávez durante discurso na Assembléia Nacional venezuelana, transmitido ao vivo por rede de rádio e televisão.