O executivo-chefe da Intel, Brian Krzanich, renunciou à cadeira no Conselho de Manufatura dos Estados Unidos em meio ao aumento da tensão racial no país. O executivo lamentou que o “clima político dividido está causando problemas críticos” no país.

“Muitos em Washington parecem mais preocupados em atacar qualquer um que discorde deles”, disse Krzanich, sem citar diretamente o presidente americano, Donald Trump.

A renúncia de Krzanich do conselho, que reúne os mais importantes industriais do país, vem após o confronto violento de sábado entre supremacistas brancos e minorias em Charlottesville, na Virgínia, que deixou uma pessoa morta e ao menos 34 feridas. Na segunda-feira pela manhã, os executivos-chefes da Merck, Kenneth Frazier, e da Under Armour, Kevin Plank, também entregaram as cadeiras deles no painel.

Trump afirmou inicialmente que o incidente teria “muitos lados”, embora na segunda-feira ele tenha dito que membros da Ku Klux Klan, neonazistas e supremacistas brancos como “criminosos e bandidos”. Fonte: Associated Press.