O governo brasileiro apoia a decisão tomada nesta sexta-feira, 15, pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), que aprovou uma resolução reconhecendo o economista Ricardo Hausmann como governador do BID para a Venezuela, conforme nota divulgada nesta sexta pelo Ministério da Economia.

Ainda de acordo com o comunicado, numa votação separada, os representantes – denominados governadores – da Corporação Interamericana de Investimentos (CII), que é o braço do BID para empréstimos ao setor privado, também aprovaram a indicação de Hausmann, feita por Juan Guaidó, líder da oposição e autoproclamado presidente interino da Venezuela.

Desta forma, o BID torna-se a primeira instituição financeira internacional a reconhecer a presidência interina de Juan Guaidó na Venezuela.