A polícia usou cassetetes para dispersar neste domingo ativistas da oposição que participam de uma greve geral na capital de Bangladesh. Uma autoridade de um partido disse que oito pessoas ficaram feridas.

O Partido Nacionalista de Bangladesh, liderado pelo ex-primeiro-ministro Khaleda Zia, protesta contra a decisão do governo de dividir Daca em duas regiões administrativas, plano que segundo eles tem o objetivo de derrubar o prefeito, que tem apoio da oposição.

O primeiro-ministro, xeque Hasina, diz que a divisão é necessária para o fornecimento de melhores serviços aos moradores. Daca é uma cidade de 10 milhões de pessoas com uma infraestrutura ruim.

 

Em meio a um boicote da oposição, o governo aprovou uma lei no Parlamento na terça-feira para nomear administradores para as duas regiões. Escolas e empresas foram fechadas durante a greve geral neste domingo. Poucos veículos podiam ser vistos nas ruas.

Mirza Fakhrul Islam Alamgir, autoridade do partido de oposição, disse que pelo menos oito manifestantes ficaram feridos na ação para dispersá-los, que aconteceu em frente ao escritório do partido. Segundo ele, pelo menos 85 oposicionistas foram presos no sábado. As informações são Associated Press.