Helicópteros lançaram barris cheios de explosivos sobre um mercado de alimentos e um hospital na cidade síria de Alepo neste sábado, causando a morte de pelo menos 21 civis, segundo o Centro de Mídia de Alepo.

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos, por sua vez, informa que 25 pessoas morreram, inclusive quatro crianças. Entre os mortos também estavam um adolescente, uma mulher e um ativista da mídia, informou a entidade, que tem sede em Londres.

Não foi possível apurar até o momento a discrepância nos números divulgados pelos dois grupos, ambos de oposição ao governo.

Há quase duas semanas, forças do governo sírio têm bombardeado quase diariamente áreas de Alepo controladas por rebeldes que tentam depor o presidente Bashar Assad. Segundo ativistas, mais de 400 pessoas morreram em bombardeios contra a cidade desde o dia 15. Fontes: Dow Jones Newswires e Associated Press.