Brasília ? Em sua primeira visita oficial à Rússia, amanhã (18), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva busca fortalecer as relações entre os dois países. Entre os temas a serem discutidos estão os da área espacial, energética e agrícola, segundo informa a Secretaria de Imprensa da Presidência da República.

Em nota, a secretaria informou que serão assinados, durante a visita, três termos na área espacial, intensificando a cooperação entre a Agência Espacial Brasileira e a Agência Federal Espacial da Rússia. Serão definidos ainda os pontos do contrato entre os dois governos para a participação do cosmonauta brasileiro no segmento russo da estação espacial internacional.

Outro tema que deve ser discutido é o da reforma do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU). A Rússia foi o primeiro membro permanente do órgão a manifestar apoio ao ingresso do Brasil como novo membro permanente. Além disso, ela ganhou apoio brasileiro para ingressar na Organização Mundial do Comércio (OMC).

As questões sociais, como a criação de mecanismos inovadores para o combate à fome e à pobreza no mundo, também devem ser debatidas. Além disso, outros pontos de discussão previstos são a cooperação energética, em transportes e as possibilidades de aumento das trocas comerciais entre os dois países.

Uma reunião do Conselho Empresarial Brasil-Rússia também está prevista. O comércio entre os países em 2004 ultrapassou, pela primeira vez, US$ 2 bilhões. De janeiro a agosto deste ano, já alcançou US$ 2,4 bilhões ? volume equivalente a todo o ano de 2004.

A Secretaria de Imprensa da Presidência da República informou ainda que a visita do presidente Lula é uma retribuição à vinda do presidente russo, Wladimir Putin, que esteve no Brasil em novembro de 2004.