O Instituto de Pesos e Medidas do Paraná (Ipem-PR) está entre os quatro melhores do setor no país. A classificação foi apontada durante reunião realizada em Vitória, no Espírito Santo, por dirigentes de todas as entidades vinculadas ao Inmetro, que analisaram o desempenho através de um material de avaliação.

Juntamente com o Ipem do Paraná, aparecem entre os melhores institutos do país os de São Paulo, Rio Grande do Sul e Minas Gerais. Em relação à avaliação anterior, o Paraná superou o Rio de Janeiro. A meta do Ipem paranaense para este ano é atingir a terceira colocação.

Além do bom entrosamento e da disciplina de trabalho de seus técnicos, uma das razões que contribuíram para a melhora de desempenho do instituto foi o crescimento real na ação de verificação de instrumentos, incluindo algumas atividades que não eram executadas anteriormente e estão sendo incrementadas agora, como as em relação às farmácias de manipulação, balanças de hospitais, clínicas e consultórios médicos.

Também houve um aumento na verificação de esfigmomanônetros (aparelhos medidores de pressão arterial) e a ampliação da verificação no número de balanças de médio porte, não mais se restringindo aos estabelecimentos nas cidades e sim partindo também para os produtores das áreas rurais.

Além disso, está prevista a ampliação na fiscalização de pré-medidos e de produtos certificados, com um aumento na quantidade dos artigos verificados, a fim de obter um resultado mais abrangente em todo Estado.

?Essa nova filosofia de trabalho do Ipem do Paraná visa atender as necessidades da sociedade na sua mesa, no seu vestuário ou mesmo no divertimento das crianças para que o consumidor possa ter produtos mais confiáveis?, analisa José Antonio Fonseca, presidente do instituto, órgão ligado à Secretaria da Indústria, Comércio e Assuntos para o Mercosul do governo do Estado.