Autor: Sérgio Botrel

Lançamento: Editora Del Rey

Em vista da proeminência das atividades dos bancos e os drásticos efeitos das crises que podem afetar as sociedades que desenvolvem estas empresas, foi imposto ao Estado, na figura do Banco Central do Brasil, o dever de supervisionar as atividades bancárias – supervisão esta que deve ser realizada eficientemente, conforme o comando constitucional do caput do art. 37 -, a fim de preservar o funcionamento harmônico e equilibrado do Sistema Financeiro Nacional, tendo sido conferidos inúmeros instrumentos à consecução do dever legalmente imposto ao Banco Central do Brasil.