O governador Roberto Requião assinou a minuta de anteprojeto de lei que cria o piso social complementar e garante um salário mínimo de R$ 400,00 aos servidores do quadro Executivo do Estado a partir de outubro. A providência, que também atende os aposentados e pensionistas, foi tomada pelo governador pouco antes de sua viagem ao Texas, nos Estados Unidos.

Em paralelo ao trâmite da minuta que institui o piso social complementar dentro das esferas de governo especializadas em legislação, a Secretaria da Administração e da Previdência do Paraná já está processando a folha de pagamentos que vai instituir o pagamento de abonos de R$ 50,00 a R$ 150,00 para 88,6 mil funcionários. (Leia mais na edição de amanhã do jornal O Estado do Paraná)