O ex-diretor da Administração dos Correios Antônio Ozório Batista chegou às 13h50 à sede da Polícia Federal (PF) em Brasília para prestar depoimento sobre as denúncias de esquema de fraude em licitação da estatal.

Batista chegou acompanhado de seu advogado, Clementino Contreiras, e de uma moça que se identificou como sua filha. "Vou dizer a verdade", declarou o ex-diretor.

Batista afirmou não saber por que seu nome foi envolvido no caso: "Vou saber agora." Afirmou também que em nenhum momento fugiu da intimação para prestar depoimento à PF. Disse que esteve ontem (24) o dia inteiro em Brasília, almoçou num restaurante conhecido da cidade e passou o restante do dia no diretório central do PTB. "Eu que pedi para ser intimado", declarou.