Está confirmado para às 11 horas o enterro do corpo do ambientalista Dionísio Júlio Ribeiro no cemitério de Ricardo de Albuquerque, na Zona Norte do Rio, onde está sendo velado. Dois ônibus estão transportando para o cemitério os moradores das imediações da Reserva Biológica do Tinguá, em Nova Iguaçu, onde o ambientalista foi assassinado.

Dionísio foi morto pelas costas, com um tiro de escopeta na cabeça, a 200 metros da reserva, depois de participar de uma reunião com representantes da associação de moradores do local. O ambientalista vinha recebendo ameaças de morte, por impedir a caça e a extração de palmito na área da reserva.