A Associação Brasileira do Papelão Ondulado (ABPO) divulgou hoje o resultado final das vendas do setor em 2010. Após revisar o volume negociado em dezembro, de 200,6 mil para 200,1 mil toneladas anuais, a entidade comunicou que o dado oficial do ano passado foi de 2,542 milhões de toneladas. O resultado representa um incremento de 11,83% em relação a 2009, ante a expansão anual de 11,85% divulgada anteriormente.

A venda de papelão ondulado é considerada um termômetro para a economia como um todo, já que grande parte das embalagens fabricadas utiliza o produto como matéria-prima. Com a atualização dos números de dezembro, as vendas no mês passado apresentaram incremento de 1,83% ante dezembro de 2009. Na comparação com novembro, o indicador apresentou queda de 8,14%.

A despeito da leve queda em relação ao indicador preliminar, divulgado em 11 de janeiro, os números de 2010 confirmam um novo recorde anual do setor, superando os anos de 2008 e 2009, quando as vendas somaram 2,273 milhões de toneladas. O resultado também ficou em linha com as estimativas revisadas pela ABPO em julho passado, de que o setor cresceria cerca de 12% em relação a 2009.