Foto: Fábio Alexandre

Milho é um dos produtos com maior produtividade.

A produção de grãos da safra 2006/2007 do Paraná deverá atingir novo recorde. A reavaliação da safra de verão e inverno feita pelo Departamento de Economia Rural, da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento, aponta para uma produção quase 30% maior que a do ano passado, devendo atingir 30,31 milhões de toneladas de grãos. No ano passado, a produção total foi de 23,5 toneladas de grãos.  

O aumento no volume de produção deve-se à ampliação de 36,8% na área plantada com milho safrinha, que foi decisivo para o Paraná recuperar perdas ocorridas nos últimos anos em decorrência de problemas climáticos. Também a soja indica recuperação podendo superar o recorde de produção alcançado na safra 2002/2003, que foi a maior que o Paraná já colheu, quando a colheita de grãos foi de 30,37 milhões de toneladas.

Para o secretário da Agricultura, Valter Bianchini, as boas perspectivas para essa safra como o aumento de produção e os bons preços na comercialização da soja e milho, que são os líderes na produção do Paraná, apontam para o aumento de renda no campo e retomada do desenvolvimento no meio rural.

Principais culturas

Conforme o chefe do setor de previsão de safras do Deral, Dirlei Antonio Manfio, o milho é a cultura mais favorecida pelas condições climáticas atuais. A produção total do grão no Paraná deverá atingir um volume de 14,15 milhões de toneladas, entre a produção da safra normal, que está sendo colhida, e a produção do milho safrinha, que está sendo plantada. Esse resultado confirma o Paraná como o maior estado produtor, sendo responsável por 26% da produção nacional.

Com 64,4% da área colhida, o desenvolvimento da cultura aponta para uma superação das perdas. O volume de produção é 5,3% superior à estimativa anterior que previa uma produção de 8,23 milhões de toneladas.

Outro produto com bom desenvolvimento, responsável pela recuperação da produção de grãos no Estado, é a soja, disse Manfio. ?Com 66,6% da área colhida, a produção estimada de 11,9 milhões de toneladas deverá ser 28,3% maior que a safra obtida no ano passado, que foi de 9,28 milhões de toneladas?.

Se confirmado o volume de produção previsto, ele vai superar a produção da safra 02/03 quando a produção recorde de soja alcançou 11,02 milhões de toneladas. De acordo com a Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), o Paraná é o segundo maior estado produtor de soja no País, sendo responsável por 21,3% da produção nacional.

Estado continua liderando na produção de feijão

O Paraná costuma plantar três safras de feijão, o que lhe confere a liderança na produção. Segundo a Conab, ele é responsável por 23% da produção nacional. A previsão é colher 823,4 mil toneladas, que deverá corresponder a um ligeiro aumento de 0,7% sobre o ano passado, quando as três safras renderam um total de 818 mil toneladas no volume produzido.

A colheita de feijão das águas da safra 06/07, a maior das três safras, já foi concluída, apesar dos prejuízos causados pelas chuvas no final do ano passado e início deste ano. Mesmo assim, a produção foi 15,5% superior à produção do ano passado, atingindo 547,3 mil toneladas. Esse aumento de produção corresponde à ampliação da área plantada, que foi 13,1% maior que o ano passado, e também à melhoria da produtividade alcançada este ano.

Manfio destaca que a cana-de-açúcar também apresenta boas perspectivas para essa safra. O volume de produção aponta para um aumento de 34,4% e a área plantada deverá ser 24,6% maior que o ano passado. Conforme levantamento do Deral (Departamento de Economia Rural), a colheita começou na região de Umuarama e a produção aponta para um volume de 45,57 bilhões de toneladas de cana. A área ocupada este ano é de 539,2 mil hectares.