Com a entrada do período da entressafra do leite no mês de maio, a produção de leite caiu e o consumidor está pagando mais pelo litro de leite e seus derivados, em relação ao ano passado. Este ano, além da entressafra, a elevação nos preços do leite está sendo agravada pelo aumento das exportações.

Segundo o Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento, dobrou o valor do leite em pó na Europa. O produto que custava US$ 2.514 a tonelada no ano passado, passou a custar US$ 5.000 a tonelada este ano. A valorização está sendo provocada pela redução dos estoques de leite em todo o mundo.

A escassez está refletindo em todos os setores da cadeia produtiva do leite, desde a produção até o varejo. Na semana de 11 a 15 de junho, o Deral constatou um aumento de 13,5% no preço do litro de leite longa vida e de 12% no litro de leite tipo C em relação ao mês passado. Nesse período, o consumidor pagou, em média, R$ 1,31 o litro de leite C e R$ 1,77 o litro de leite longa vida.

Segundo o médico-veterinário do Deral, Fabio Mezzadri, na região Noroeste a produção de leite caiu em média de 20% a 30%. O clima frio está influenciando a queda na produção, explicou. Segundo ele, os laticínios estão recebendo uma oferta de 15% a 20% menor em relação ao período de safra.

Além do clima e do aumento das exportações, Mezzadri aponta outro fator para o aumento dos preços do leite e derivados como o crescimento do consumo, nesse período do ano.

Esse aumento de preço no varejo vem ocorrendo desde o mês de maio. Segundo Mezzadri, nesse período do ano o frio provoca a redução da oferta de pastagens e a produção de leite cai. O período de entressafra deve se prolongar até o mês de setembro.

De acordo com o técnico, o produtor também está recebendo mais pela produção. Em maio de 2006, também período de entressafra, o produtor recebeu R$ 0,42 o litro. Em maio de 2007, passou a receber R$ 0,49 o litro e na segunda semana de junho, o produtor recebeu R$ 0,53 o litro, que corresponde a um aumento de 26,1% em relação a maio do ano passado.

No varejo, o leite C custava, em média, R$ 1,09 em maio de 2006 e R$ 1,17 em maio deste ano, um aumento de 7,3%. O leite longa vida custava R$ 1,37 o litro em maio de 2006, passou para R$ 1,56 o litro em maio de 2007 e para R$ 1,77 o litro na segunda semana de junho. O leite em pó passou de R$ 4,79 a embalagem de 400 gramas em maio de 2006 para R$ 5,18 a mesma embalagem em junho.

Os preços dos derivados lácteos estão aumentando na mesma proporção, disse Mezzadri. No atacado, o queijo Minas Frescal aumentou 13,7% entre maio de 2006 a maio de 2007. O queijo Muzzarela aumentou 13,5%, o queijo Prato aumentou 15% e o Parmezão, aumentou 4,5% no mesmo período.