O ministro de Finanças da França, Pierre Moscovici, disse nesta sexta-feira que espera que a economia do país cresça no segundo semestre deste ano, dois dias depois de dados oficiais mostrarem que a França entrou em recessão no início deste ano.

Moscovici disse que espera que o Produto Interno Bruto francês expanda no segundo trimestre depois de contrair 0,2% nos três primeiros meses do ano ante o último trimestre de 2012 e após um declínio de 0,2% no último trimestre de 2012 na mesma comparação.

“As previsões para o segundo trimestre são melhores”, disse em entrevista à estação de rádio local RTL. “Cuidado, não vamos esperar um forte crescimento em 2013”, acrescentou Moscovici.

A desaceleração do crescimento na segunda maior economia da zona do euro coloca o governo do presidente François Hollande em uma situação difícil, visto que seus dois maiores desafios são o recorde do desemprego e o controle de finanças públicas.

A economia francesa deverá contrair 0,2% neste ano, de acordo com uma pesquisa da FocusEconomics com economistas publicada no início deste mês. As informações são da Dow Jones.