enkontra.com
Fechar busca

Economia

Papel

Klabin inaugura projeto de expansão em Telêmaco Borba

Unidade cria cerca de dois mil novos postos de trabalhos diretos e indiretos

  • Por Helio Miguel

A Unidade Monte Alegre da Klabin, em Telêmaco Borba, na região central do Estado, passou a figurar entre as 10 maiores fábricas de papel do mundo. É o que garante a empresa, que inaugurou, ontem, o Projeto de Expansão MA-1100, que amplia a capacidade de produção, de 1,6 milhão de toneladas anuais de papéis, para 2 milhões de toneladas e cria cerca de mil novos postos de trabalho diretos e indiretos. O investimento para a implantação do projeto foi de R$ 2,2 bilhões.

A cerimônia de inauguração aconteceu na tarde de ontem, na unidade de Telêmaco Borba. Até a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva era esperada, mas foi cancelada de última hora, ainda no domingo, devido à reunião urgente da União de Nações Sul-Americanas (Unasul), realizada também ontem, no Chile. Em seu lugar, compareceu o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Miguel Jorge. O governador Roberto Requião também estava no evento.

A expansão também coloca a Klabin como a sexta maior fabricante global de cartões de fibras virgens. De acordo com a empresa, a grande responsável pelo salto na produção é a chamada Máquina de Papel número 9 (MP9), com 250 metros de comprimento, 75% do equipamento fabricado no Brasil.

O modelo, usado para produzir papel-cartão, é considerado o mais moderno do mundo. “É uma conquista importante para a empresa que pensa no futuro. No início, 30% das 400 novas toneladas ficarão no mercado brasileiro e 70% exportado. Mas a situação muda conforme o crescimento do país”, avalia Francisco Razzolini, diretor de tecnologia de projetos e suprimentos da empresa.

A Unidade Monte Alegre da Klabin é a maior fábrica de papéis do País e a maior fábrica de papéis para embalagem da América Latina. Foi a primeira fábrica integrada do grupo – começou a ser implantada em 1934, com a compra daquela área, então no município de Tibagi. A pedra fundamental da Unidade foi lançada em 1942 e a indústria começou a operar quatro anos depois.

Monte Alegre

Como conseqüência da implantação, acabou sendo formado o que é hoje o município de Telêmaco Borba, desmembrado de Tibagi em 1964. De acordo com a empresa, a área florestal da unidade tem cerca de 270 mil hectares, sendo 136 mil de florestas plantadas de pínus e eucalipto, e 105 mil de mata nativa preservada.

Colaborou Elizangela Wroniski

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Últimas Notícias

Mais comentadas