A inflação em São Paulo perdeu força, no âmbito do Índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S). Segundo a Fundação Getúlio Vargas (FGV), os preços na cidade subiram apenas 0,01% no indicador de outubro, ante aumento de 0,21% apurado no IPC-S anterior, da semana encerrada no dia 22 do mês passado.

A FGV anunciou os resultados regionais de inflação das sete capitais usadas para cálculo do índice – sendo que, das sete cidades, cinco apresentaram desaceleração de preços, na passagem do IPC-S de até 22 de outubro para o índice fechado de outubro.

De acordo com a fundação, além de São Paulo, foram apuradas elevações de preços menos intensas em Belo Horizonte (de 0,45% para 0,22%); Recife (de 0,22% para 0,10%); Rio de Janeiro (de 0 41% para 0,18%); e Salvador (de 0,55% para 0,39%). As duas cidades restantes apresentaram fim de deflação de preços, no mesmo período. É o caso de Brasília (de -0,01% para variação zero) e de Porto Alegre (de -0,06% para 0,22%).

A FGV anunciou na semana passada o resultado total do IPC-S de outubro, que subiu 0,13%. A cidade de São Paulo é a de maior peso na formação do indicador.