O Índice de Commodities brasileiras calculado pelo Banco Central (IC-Br) teve queda de 3,34% em julho ante junho, para 155,14 pontos. Com o resultado, o indicador acumulado no ano recuou 1,96%, mas em 12 meses ainda tem alta expressiva: 26,04%.

No resultado do mês passado ante junho, as commodities agropecuárias tiveram maior peso, com queda de 5,92%, enquanto as metálicas tiveram alta de 0,69% e as energéticas, queda de 1,28%.

No acumulado do ano, as agropecuárias caíram 5,63%, mas em 12 meses têm elevação de 31,01%. As metálicas no ano registram queda de 1,89%, mas em 12 meses avançam 19,99%. As energéticas acumulam no ano alta de 6,63% e em 12 meses, de 16,58%.

O CRB, índice de commodities internacionais, teve em julho ante junho queda de 2,26%, acumulando no ano alta de 0,68% e em 12 meses, de 14,93%.