As importações da China de recursos naturais cresceram para níveis recordes em janeiro, em um sinal de que a desaceleração do crescimento econômico ainda não diminuiu o apetite por matérias primas. A importação de petróleo, minério de ferro e cobre registraram volumes recordes para o primeiro mês do ano, segundo dados preliminares do governo. As compras correspondem a um período de baixos preços entre muitas commodities.

Os embarques de petróleo alcançaram 28,16 milhões de toneladas no primeiro mês do ano, o equivalente a 6,66 milhões de barris por dia. Esse número é 12% superior ao do mesmo período do ano passado e 5% acima do registrado no mês passado.

Suspeita-se que a demanda possa ter sido influenciada pelo Ano Novo Lunar, um período em que a China passa pela maior migração humana anual no mundo. Analistas explicaram que as refinarias da China processam mais petróleo perto do feriado, que nesse ano aconteceu no fim de janeiro e no começo de fevereiro, para atender à demanda no setor de transportes.

No entanto, a alta incomum nos números levou um analista a suspeitar de uma formação oportunista de estoques. “Não é tão fácil para as refinarias absorverem um influxo tão grande de importações, então é mais provável que a compra de petróleo tenho ido direto dos navios para os estoques”, disse Li Li, diretor de pesquisa na empresa de consultoria ICIS C1 Energy. A motivação para as compras seria o preço do petróleo tipo Brent, que atingiu US$ 103 o barril em novembro, no menor nível desde julho.

O minério de ferro também apresentou uma importação recorde de 86,84 milhões de toneladas. Esse volume é 33% superior ao do mesmo período do ano passado e 12% acima do último recorde, estabelecido em novembro.

Os preços do minério de ferro também estão em queda. Em novembro e dezembro estiveram cerca de 14% abaixo das máximas no ano, em fevereiro. Os estoques também aumentaram, sinalizando que os compradores estiveram adicionando as compras nos estoques dos portos, enquanto a produção na siderurgia continua baixa.

As importações de cobre alcançaram um novo recorde de 536 mil toneladas após um crescimento de 53% nas compras de janeiro, na comparação com o mesmo mês de 2013. Fonte: Dow Jones Newswires.