A Ford Motors explora a possibilidade de venda de sua participação majoritária na Mazda Motor, como parte de um esforço para melhorar sua posição financeira, prejudicada pela forte queda nas vendas de automóveis no mundo, disseram pessoas próximas ao assunto. Não está claro quanto da participação de 33,4% na Mazda a companhia estaria disposta a vender, mas a Ford estaria examinando várias opções nesse momento, frente às pesadas perdas que deverá apresentar na divulgação de seu balanço do terceiro trimestre no final do mês.

Um porta-voz da Ford para a região da Ásia/Pacífico não quis comentar, dizendo que a companhia não fala publicamente sobre a venda de ativos. A Mazda disse não estar ciente de qualquer plano da Ford nesse sentido. “Não anunciamos nada e nada foi decidido”, disse a Mazda em comunicado distribuído. “Não temos nada para revelar”.

A união das duas montadoras data de 1979, quando a Ford adquiriu uma participação de 25% na Mazda. Em 1996, com a Mazda afundada em dívidas por conta de retração nas vendas, a Ford aumentou sua participação na companhia para 33,4%, dando controle efetivo para a companhia, segundo as leis japonesas.

A Mazda e a Ford operam uma série de joint ventures pelo mundo, incluindo a fábrica Auto Alliance Internacional, onde a Mazda fabrica seu sedã Mazda6 e a Ford, o Mustang. As informações são da Dow Jones.