A inflação no varejo em São Paulo se intensificou na segunda semana de outubro. É o que revelou hoje a Fundação Getúlio Vargas (FGV), que anunciou os resultados regionais de inflação das sete capitais usadas para cálculo do Índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S) de até 15 de outubro. Na capital paulista, o IPC-S saltou de 0,98% para 1,01% entre a primeira e a segunda prévia do mês.

De acordo com a fundação, São Paulo não foi a única a mostrar acréscimo em sua taxa de variação de preços. Isso também ocorreu em Salvador (de 0,37% para 0,49%) e Porto Alegre (de 0,17% para 0,39%). Já as quatro cidades restantes apresentaram desaceleração de preços no mesmo período. É o caso de Brasília (de 0,36% para 0,26%), Belo Horizonte (de 0,42% para 0,33%), Recife (de 0,29% para 0,11%) e Rio de Janeiro (de 0,55% para 0,45%). Entre as cidades pesquisadas, São Paulo é a capital de maior peso no cálculo do IPC-S e representa quase 50% do total do indicador.