O Paraná gerou 11.125 empregos com carteira assinada em janeiro, 0,43% maior que o apresentado no mês anterior. Entre os estados brasileiros, foi o quarto melhor desempenho, num contexto em que 16 estados apontaram recuo do emprego com carteira assinada, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (22) pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho e Emprego.

No acumulado dos últimos doze meses, o montante de empregos gerados atingiu 82.847 postos de trabalho, correspondendo a um aumento de 3,30%. Este resultado foi o melhor da Região Sul.

Entre os setores da economia, a indústria de transformação foi a que mais contratou em janeiro no Paraná com saldo de 6.035 postos de trabalho, um aumento de 0,88% em relação ao mês anterior. O setor de serviços contratou 3.940 novos trabalhadores, alta de 0,42%.

Esses dois setores estão entre os três maiores empregadores do Estado, responsáveis por mais de 50% do estoque de empregos formais. A construção civil aparece em destaque com 3.181 novos postos no mercado formal, variação de 2,04% em relação ao mês anterior.

O Interior do Estado foi responsável pela contratação de 7.370 trabalhadores, enquanto a Região Metropolitana de Curitiba registrou acréscimo de 3.755 empregos formais. Os municípios que mais contrataram foram Curitiba (1.791), Maringá (1.778), Londrina (1.281), São José dos Pinhais (868), Rio Negro (485) e Guarapuava (477).

Brasil

Em janeiro deste ano, foram criados 28.900 empregos com carteira assinada no país, correspondentes ao crescimento de 0,07% em relação ao estoque do mês anterior. Os dados geográficos revelam expansão do emprego em duas regiões. O Sul registrou 48.843 postos (+0,69%), saldo superior ao registrado em janeiro de 2012 (44.164 postos) e o Centro-Oeste com 16.335 vagas (+0,54%) teve expansão em todos os estados.