Foto: Arquivo

Drogamed: recuperando mercadorias.

A rede Drogamed, com mais de 70 lojas em Curitiba e região metropolitana, obteve sentença que extingue o arresto realizado pela distribuidora de medicamentos Santa Cruz, no mês passado. A decisão, proferida ontem pelo juiz Benjamin Acacio de Moura e Costa, da 14ª Vara Cível, dá o direito à Drogamed de recuperar todas as mercadorias arrestadas em suas lojas. A distribuidora Santa Cruz, com sede em São Paulo, não se pronunciou a respeito.

As duas empresas discutem na Justiça o pagamento de títulos devidos pela compra de medicamentos no valor de R$ 2,8 milhões. No mês passado, a distribuidora promoveu arresto de medicamentos nas lojas da Drogamed, com base em liminar concedida pelo juiz Marcelo Teixeira Augusto. Anteriormente, porém, a Drogamed tinha conseguido liminar que sustava provisoriamente os títulos devidos para a distribuidora Santa Cruz. O juiz pediu que a rede apresentasse uma garantia para o pagamento da dívida – a empresa ofereceu o centro de distribuição na Vila Hauer, avaliado em R$ 3,78 milhões.

Segundo a assessoria de imprensa da Drogamed, a devolução dos medicamentos iniciaria ontem às 20h. A devolução completa deve demorar entre dois e três dias. ?A distribuidora Santa Cruz agiu de forma ilegal e de má-fé, causando sérios prejuízos de imagem e financeiros à Drogamed. Prejuízos esses, amenizados graças ao apoio que recebemos de clientes, fornecedores e colaboradores?, afirmou o presidente da rede Drogamed, Hugo Rodriguez.