O câmbio passou a semana toda em baixa e não alterou o rumo nesta sexta-feira (14). O dólar à vista na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) fechou com queda de 0,11%, cotado a R$ 1,902. A moeda norte-americana em relação ao real acumula perdas de 3,11% em setembro.

No mercado interbancário, vale destacar que apenas na segunda-feira o dólar comercial terminou estável (R$ 1,946). Nos demais dias, entretanto, prevaleceu o sinal negativo. Hoje, o dólar comercial caiu 0,16% e terminou valendo R$ 1,901. Em setembro, a moeda acumula baixa de 3,16%.

O desempenho do câmbio doméstico seguiu atrelado à volatilidade dos mercados acionários em Nova York e em São Paulo. As cotações à vista subiram pela manhã quando as Bolsas recuavam e, depois, se firmaram em baixa na esteira da recuperação momentânea dos mercados de ações, que continuavam tendo um comportamento vacilante no momento do encerramento do pregão do câmbio.

Entre os indicadores norte-americanos divulgados hoje, os dados das vendas no varejo e de produção industrial (que ficaram um pouco abaixo do previsto) deram fôlego à expectativa que o Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) vai reduzir na próxima terça-feira os juros básicos do país. O índice de sentimento do consumidor preliminar da Universidade de Michigan em setembro, que subiu para 83,8, de 83,4 na pesquisa final de agosto, não deslocou os investidores dessa perspectiva.