Apesar das longas filas e atrasos de vôos nos aeroportos, os brasileiros continuam aproveitando o dólar barato e viajando como nunca ao exterior. De janeiro a abril, segundo o Banco Central (BC), os brasileiros gastaram US$ 2,15 bilhões com viagens a outros países, 28% mais que a despesa de US$ 1,68 bilhão registrada no mesmo período do ano passado. Tirando o que os estrangeiros gastaram no Brasil (US$ 1,7 bilhão), o resultado foi um déficit de US$ 433 milhões na conta de viagens internacionais, número quase quatro vezes superior aos US$ 119 milhões registrados de janeiro a abril de 2006.

"A taxa de câmbio atual favorece o aumento desse tipo de viagem e uma certa elevação no poder de compra da população", disse o chefe do Departamento Econômico do BC, Altamir Lopes. Mas os gastos de estrangeiros no Brasil também aumentaram no período. Ante o primeiro quadrimestre do ano passado, o crescimento foi de 10,3%.

Segundo o BC, a tendência é que as despesas de brasileiros no exterior continuem altas pelo menos nos próximos dois meses. Em maio, até o dia 25, os gastos dos brasileiros em outros países superou em US$ 184 milhões o total deixado aqui por turistas estrangeiros. Para o fim do ano, a projeção do banco é que o déficit na conta de viagens internacionais atinja US$ 1,8 bilhão.