O Banco do Povo da China (PBoC, o BC chinês) injetou mais capital no sistema financeiro nesta quinta-feira, numa aparente tentativa de acalmar tensões geradas por sua inesperada estratégia ontem para desfazer uma bolha em formação nos mercados de bônus.

O PBoC ofereceu hoje 80 bilhões de yuans (US$ 12,01 bilhões) em acordos de recompra reversa de 14 dias – que, na prática, funcionam como empréstimos para bancos comerciais – em operação diária no mercado monetário.

Ontem, o PBoC voltou a oferecer o instrumento de 14 dias, após um hiato de seis meses, sinalizando a intenção de desencorajar apostas de curto prazo em ativos como bônus e direcionar a demanda para alternativas de mais longo prazo.

O PBoC também ofereceu nesta quinta acordos de recompra de sete dias no valor de 140 bilhões de yuans, após emitir 90 bilhões de yuans desses papéis ontem. Fonte: Dow Jones Newswires.