O índice Dow Jones fechou em nível recorde pelo segundo dia consecutivo, mas os outros principais índices do mercado norte-americano de ações recuaram. Ao longo do dia, todos os índices oscilaram entre os territórios positivo e negativo, com os investidores pesando as influências da nova baixa dos preços do petróleo, dos informes de resultados de empresas importantes e das quedas das Bolsas da Ásia e da Europa que se seguiram à divulgação dos últimos indicadores chineses.

"Com a China em superaquecimento, há alguma preocupação com a possibilidade de o país elevar suas taxas de juro, o que causaria uma leve desaceleração no crescimento global. E eu não acho que os informes de resultados das grandes empresas tenham sido muito impressionantes até agora", comentou Jim Fehrenbach, da Piper Jeffrey.

Entre as empresas que divulgaram resultados, os destaques foram Merck (+0,93%), Altria Group (-0,97%), E*Trade Financial (-4,7%) eBay (-3,7%), Merrill Lynch (-0,61%), Bank of America (-1,76%), Harley Davidson (+3,2%), Schering-Plough (+8,6%) e BlackRock (-2 5%); os ADRs (recibos de ações negociados nos EUA) da finlandesa Nokia, que também divulgou resultados, subiram 3,27%. Nesta sexta-feira, o mercado estará atento aos informes de resultados de Caterpillar, Honeywell, McDonald’s Pfizer e Xerox.

O índice Dow Jones fechou em alta de 4,79 pontos, ou 0,04%, em 12.808,63 pontos. O Nasdaq fechou em queda de 5,15 pontos, ou 0 21%, em 2.505,35 pontos. O Standard & Poor’s-500 recuou 1,77 ponto, ou 0,12%, para 1.470,73 pontos. O Nyse Composite caiu 33 18 pontos, ou 0,34%, para 9.601,69 pontos. O volume negociado na Nyse alcançou 1,636 bilhão de ações, de 1,610 bilhão ontem; 1.165 ações subiram, 2.080 caíram e 163 fecharam nos mesmos níveis de ontem. No Nasdaq, o volume alcançou 2,103 bilhões de ações negociadas, de 2,087 bilhões ontem, com 1.085 ações fechando em alta e 1.919 em queda. As informações são da Dow Jones.