O diretor-geral da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Milton Zuanazzi disse que "é provável" que o trabalho de remoção dos corpos das vítimas do acidente aéreo da Gol, em Mato Grosso, comece hoje. "É difícil falar, mas é provável que comece hoje. As equipes estão trabalhando lá para isso", disse. Na sua previsão, o resgate deve durar até uma semana.

Ele ressaltou que o local das buscas é de difícil acesso, até para o pessoal especializado da Força Aérea, que está no local. Hoje de manhã, equipes foram deslocadas para o local para abrir clareiras que possibilitem a aproximação de helicópteros para a remoção dos corpos. Apesar de ter destacado que a chance de sobreviventes é cada vez menor, ele disse que as autoridades só vão concluir que não houve sobreviventes se todos os 155 corpos forem encontrados.