A Guarda Civil de Santa Bárbara d’Oeste, no interior de São Paulo, desarticulou na noite de ontem um plano de libertação de duas mulheres – supostamente integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC) – presas na cadeia feminina de Monte Mor. Três pessoas foram detidas com uma bomba caseira que seria usada para derrubar a porta principal da cadeia nesta manhã. Os nomes das acusadas de integrar o PCC não foram divulgados pela polícia.

Vanessa Albanez, de 23 anos, Antoniel Francisco da Silva, de 18, e um adolescente de 16 anos foram detidos em uma casa no bairro Nova Conquista. No local, a Guarda apreendeu um artefato montado com pólvora, chumbo e parafusos, além de dois celulares, seis frascos de pólvora, um canivete e uma corda de oito metros de comprimento, que seria usada para lançar a bomba.

Vanessa e o adolescente foram ouvidos e liberados. Eles vão responder pela produção de material explosivo. Com Antoniel também foram encontradas 19 pedras de crack. Autuado por tráfico de drogas, ele foi levado para o Complexo Penitenciário Campinas-Hortolândia.