“Foi tudo tão rápido, que a gente não teve nem reação”, dessa forma que Valdir Berckemback lembra como foi a destruição de sua churrascaria, provocada pelo temporal desta quarta-feira (18). No momento da tempestade, que além de muita água trouxe granizo e ventos de quase 70km/h, a churrascaria, que fica às margens da Estrada da Ribeira (BR-476), em Colombo, Região Metropolitana de Curitiba (RMC), estava fechada. Ninguém se feriu.

+Leia mais: Tempestade com granizo e ventos fortes deixa destruição em shopping e estabelecimentos!

Estabelecimento, que fica na Estrada da Ribeira, ficou completamente destruído. Foto: Gerson Klaina/Tribuna do Paraná
Estabelecimento, que fica na Estrada da Ribeira, ficou completamente destruído. Foto: Gerson Klaina/Tribuna do Paraná

O proprietário, que tem 57 anos, contou que, desde 1985, quando atua com churrascaria, nunca tinha passado pelo que viu acontecer. “A gente vê isso em outros países e fica desesperado, mas nunca espera que vai acontecer com a gente. Mas Deus foi muito grande com a gente porque estávamos fechados ainda, então não tinha cliente e não arranhou nenhum funcionário”.

Valdir contou que, no momento da chuva, os funcionários prepararam os últimos ajustes para abrir a churrascaria para o jantar. “Foi um barulho muito forte, mas também tudo muito rápido. Primeiro vi cair aqui dentro, para depois ver o telhado voar para fora. A hora que olhei, o telhado já estava na frente da churrascaria”.

+Leia mais: Chuva continua forte nesta quinta-feira e faz dia ‘virar noite’ em Curitiba

Por sorte, ninguém estava no estabelecimento no momento e não houve feridos. Foto: Gerson Klaina/Tribuna do Paraná
Por sorte, ninguém estava no estabelecimento no momento e não houve feridos. Foto: Gerson Klaina/Tribuna do Paraná

Apesar das lágrimas nos olhos, o proprietário da churrascaria não desanimou e vai seguir. “Temos que ter força de vontade, coragem e muita fé em Deus para recomeçar. Nunca é tarde pra isso. Vínhamos numa situação boa, trabalhando bem, com uma clientela grande”, contou.

Há alguns anos, Valdir ajuda quem precisa com doações de comida do almoço e jantar. Nesse momento, ele viu o quanto essa ajuda foi especial. “Essas pessoas se uniram e estão aqui, me ajudando. Vamos dar uma pausa de alguns dias, mas com certeza recuperaremos. Vamos fazer uma reinauguração assim que tudo estiver reerguido”.

+Leia mais: Árvores caídas, destelhamentos e alagamentos! Curitiba sofre após o temporal com granizo

Proprietários pedem ajuda para conseguir reconstruir o estabelecimento. Foto: Gerson Klaina/Tribuna do Paraná
Proprietários pedem ajuda para conseguir reconstruir o estabelecimento. Foto: Gerson Klaina/Tribuna do Paraná

A churrascaria da Estrada da Ribeira é a segunda unidade da Berckemback, que tem outro restaurante na Rua Getúlio Vargas, no Rio Verde. “Essa continua funcionando e lá nós temos uma estrutura muito boa, especial, que vamos atender a todos. Pedimos a ajuda das pessoas, que não nos abandonem nesse momento”.

Calculando o prejuízo, Valdir estima que a parte pior seja em refazer o telhado, que vai exigir certo tempo. Ele pediu que quem quiser ajudar entre em contato pelo telefone da churrascaria, que atende pelo (41) 3663-1525 ou 3663-8404. “Ajudei muita gente a minha vida inteira, se agora eu for ajudado, serei eternamente grato”.

Chuva em Curitiba inunda UTI neonatal e bebês são retirados às pressas