O valentão que bateu em um médico da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Sítio Cercado, em Curitiba, na quarta-feira (8) foi autuado lesão corporal dolosa pela Polícia Civil do Paraná. O homem de 40 anos foi diagnosticado como suspeito de infecção pelo novo coronavírus e se negou a ficar isolamento. Durante a confusão, teria agredido o médico com um soco no nariz.

Além da lesão corporal, ele responderá por ter infringido determinação do Poder Público, destinada a impedir a propagação de doença contagiosa.  

Assim que tomou conhecimento do fato, a Polícia Civil foi até o Hospital Evangélico, local para onde o paciente havia sido transferido após a confusão. Segundo relato de testemunhas, o autuado cuspiu em médicos e enfermeiros em claro sinal de desrespeito aos bons modos e na tentativa de contaminar as pessoas com a covid-19.

+ Leia também: Mesmo com pedido por isolamento social, fluxo de carros aumenta 28% em Curitiba

Em depoimento tomado no hospital, o homem disse que não poderia ficar internado, pois realizaria uma mudança no próximo sábado, e por esta razão resistiu ao internamento e agrediu a equipe de saúde. Ele nega o ato hostil de cuspir nos funcionários da UPA.   

A Polícia elaborou um Termo Circunstanciado e o paciente responderá pelos crimes em liberdade. Se condenado, a pena por ter infringido determinação do Poder Público é de um mês a um ano, além de multa. Já a de lesão corporal é de dois meses a um ano.

Prefeito se solidarizou com médico

Pelo Facebook, o prefeito Rafael Greca diz se solidarizar com o médico Igor Kazuo, vítima da agressão. “Telefonei comovido ao Doutor Igor para agradecer a dedicação ao nosso SUS Curitibano. Dele ouvi corajosa profissão de Fé na Medicina”, comenta o prefeito em sua rede social.

>>> Leia mais sobre este caso clicando aqui!

Como prevenir a contaminação por coronavírus

  • Lavar as mãos com frequência/ ou utilizar álcool 70%, principalmente antes de consumir algum alimento;
  • Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
  • Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
  • Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca, higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
  • Manter ambientes bem ventilados, evitar contato próximo com pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença;
  • Evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações;
  • Pessoas com sintomas de infecção respiratória aguda devem praticar etiqueta respiratória (cobrir a boca e nariz ao tossir e espirrar, preferencialmente com lenços descartáveis, e depois lavar as mãos).

Baixe o guia de prevenção para compartilhar!

Imprima esse guia em PDF com informações sobre a prevenção do Coronavírus e outras doenças respiratórias virais: