O cometa de Neowise, que está passando pelo Brasil e poderá ser visto até quinta-feira (30), foi flagrado pelas lentes atentas do fotógrafo e produtor de vídeos Sérgio Mendonça Júnior, 57 anos, no observatório que ele montou nos Campos Gerais. A foto foi na sexta-feira (24), quando o dia estava escurecendo. O bacana é que não se tem notícia, até esta terça-feira (28), de que mais alguém tenha conseguido fotografar o Neowise no Paraná.

+ Leia também – Secretária de saúde de Curitiba: “Começamos a quarentena cedo demais”

A presença do cometa próximo da Terra foi até uma surpresa para os astrônomos. No dia 27 de março, a Nasa, agência espacial norte-americana, fez a primeira observação e decidiu usar o nome do telescópio espacial que foi usado na descoberta para fazer a justa homenagem ao corpo celeste.

Não foi fácil conseguir a foto. Segundo Mendonça, foram precisos três dias de observação para dar o clique. Na terça-feira (21), na quinta-feira (23) e, finalmente, a sexta-feira. “No primeiro dia, não consegui nada. No segundo, as fotos ficaram ruins. Até que o tempo ajudou e ele apareceu bem no terceiro dia”, contou. 

+Leia mais! Tubarão, tigre, panda em casa? Google cria brincadeira com realidade aumentada

Mendonça disse que a foto foi tirada quando estava escurecendo. As nuvens do céu abriram um pouco e até uma queimada que atrapalhava com a visão com a fumaça deu uma trégua. “Ele passou a cerca de 10º de inclinação da Terra. Não foram nem cinco minutos de fotos para o trabalhão que deu. Eu devo ter dados uns 40 cliques”, disse.

Sérgio Mendonça Júnior, 57 anos, flagrou o cometa no observatório que ele montou nos Campos Gerais. Foto: Arquivo Pessoal.

O equipamento para obter a imagem foi composto por uma câmera com lente de 135 mm acoplada, na configuração F2, ISO 400. “Tem que ter paciência”, brincou o fotógrafo. O observatório criado por Sérgio Mendonça já foi notícia na Tribuna. Ao longo dos anos na profissão, ele se aprofundou nas técnicas da astrofotografia e as aplica desde 2001. É uma paixão que resulta em imagens do céu, do espaço e dos astros estudadas passo a passo até a perfeição das luzes e composições.

Nos últimos dois anos, uma parceria com o Hotel Fazenda Cainã, de São Luiz do Purunã, distrito da cidade de Balsa Nova, na Região Metropolitana de Curitiba, permitiu a realização de um sonho de Mendonça: a construção de um observatório astronômico para realização de astrofotografias e divulgação de conhecimento da astronomia para os visitantes. A estrutura ainda não está finalizada, mas já conta com telescópios de 511 mm e de 350 mm. 

Sérgio usou uma câmera com lente de 135 mm acoplada, na configuração F2, ISO 400. Foto: Sérgio Mendonça Jr.

Passagem do cometa

Anísio Lasievicz, diretor do Parque da Ciência, em Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba, ressaltou em reportagem da Tribuna que no início da descoberta as pessoas não deram muita atenção ao Neowise. “Ele foi descoberto em março e ninguém dava nada para ele, pois as projeções de brilho apontavam que ele seria fraco. Para surpresa, quando ele foi chegando mais perto do Sol, foi brilhando cada vez mais. No Hemisfério Norte, foi um espetáculo possível de ver a olho nu”, comentou o diretor.

A próxima passagem do Neowise pela Terra será daqui a 6.800 anos, tempo em que este cometa leva para dar uma volta completa em torno do Sol e passar próximo da Terra. 

Dá pra ver o cometa Neowise de Curitiba?

Infelizmente o cometa está se afastando do Sol e por isto vai ter menos brilho por aqui. No entanto, a oportunidade é nobre de ficar visualizando o céu e em tempos de pandemia do novo coronavírus, um bom motivo para ficar mais próximo da família e colocar as crianças para aprender um pouco mais sobre o assunto. 

“O problema é que ele está se afastando do Sol e fica menos brilhante, está enfraquecendo. Muito provável que a gente observe como se fosse um borrãozinho no céu ou nem perceba. Vai ser um exercício de sorte e paciência”, explicou Anísio. Relembrando que as últimas vezes que tivemos a visita de cometas por aqui foi em 2007 com o McNaught, e o Halley, em 1986.

Que horário o cometa Neowise vai passar por Curitiba?

O cometa poderá ser visto entre 18h10 e 18h30 no céu de Curitiba. Uma boa dica, é olhar para o céu logo depois do sol se por!

Como ver o cometa Neowise

  • Binóculo ou pequeno telescópio pode ajudar
  • Olha para o lado noroeste, ou seja, lado direito da Lua
  • O cometa poderá ser visto no começo da noite com o pôr do sol
  • Aplicativos pagos como o Star Chart (disponível para Android e iOS) e Star Walk (Android e iOS) ajudam a localizar o cometa. Existe ainda o SkEye, de graça, que mostra a localização do neowise (Android)Outro app bacana para acompanhar as estrelas, planetas e satélites é o Sky View, também disponível para Android e iOS.
Foto: Sérgio Mendonça Jr.