enkontra.com
Fechar busca

Curitiba e Região

Faça você mesmo!

Na onda da Bricolagem, aceitamos o desafio de reformar uma cadeira. Deu certo?

  • Por Giselle Ulbrich

Já percebeu o quanto os serviços de reparos ou decoração da casa estão ficando cada vez mais caros? Antes, era barato mandar trocar um rejunte de banheiro ou consertar um cano. Por causa disto, o termo bricolagem está tão “na moda”. Bricolagem nada mais é do que o “faça você mesmo” os pequenos serviços de reparos e decoração da casa, para tornar o ambiente mais bonito e aconchegante.

+Caçadores! Analista decide colocar a mão na massa e economiza 50% na construção da casa própria!

Nossa reportagem aceitou o desafio de reformar algo em casa, para ver se seria difícil. Decidimos reformar uma cadeira que tem aproximadamente 25 anos de uso. Gastamos um total de R$ 91,25 em materiais (o grampeador de sofá pode-se considerar um investimento, visto que pode ser usado em outras reformas). Uma coisa que não foi feita, mas também poderia ser incluída na reforma, era o lixamento da madeira e a aplicação de uma nova camada de verniz (a lata custa cerca de R$ 25).

Concluímos que valeu a pena reformar, visto que um estofador consultado pela equipe pediu R$ 280 pelo serviço. Claro que o trabalho não ficou igual ao de um estofador profissional. Mas ficou vistoso e bonito, para durar pelo menos mais uma década e meia. E assim podemos encarar vários outros tipos de reforma em casa, para aumentar o tempo de vida útil de algum móvel ou objeto (atitude ecologicamente correta), deixar a casa mais bonita e, principalmente, economizar dinheiro. Economizamos R$ 188,75 com a reforma. O que você faria com esse dinheiro? Nossa repórter guardou para comprar o material escolar dos filhos em janeiro.

+Veja mais! Quer comprar um imóvel, mas não sabe quais são as alternativas? Tribuna dá as dicas!

Passo a passo

Esta é a cadeira, com o assento duro, porque a espuma perdeu a consistência, e com a forração suja e rasgada.

Materiais

Corano (ou qualquer outro tecido do seu agrado). Um metro R$ 28.

Chave de fenda, tesoura

TNT, que é aquele tecido muito usado em decoração de festas. Meio metro R$ 1,25

Grampeador de sofá R$ 35

Opcional: espuma com 1 centímetro de espessura. 40 centímetros R$ 20

Total: R$ 91,25

Como fizemos?

1) Depois de desmontar toda a cadeira, que é parafusada (e muitas cadeiras são montadas com parafusos “escondidos” dos olhos das pessoas), arrancamos o forro de baixo.

2) Medimos o tamanho necessário de tecido para cobrir assento e encosto e cortamos. O mesmo fizemos com a espuma (para cobrir comente a parte de cima e duas laterais do assento).

3) Enrolamos o assento e encosto (primeiro com a espuma, depois com o tecido) como se estivéssemos embrulhando uma caixa de presente, tomando cuidado com as dobras e acabamentos, para que ficassem bem certinhas nos cantos. A cada etapa, íamos grampeando o tecido na peça. Ao final, reforce os grampos.

4) Cortamos um pedaço do TNT quase no tamanho da parte de baixo do assento, deixando sobrar cerca de dois centímetros para cada lado. Na hora de colocar o forro, dobramos as bordas para dentro e grampeamos.

5) Agora basta parafusar o assento e o encosto de volta na cadeira e pronto!

Nossos erros e considerações: a reforma foi feita na calçada de casa, que é áspera. Na hora de deitar a cadeira de lado, para tirar os parafusos, arranhamos a madeira. Então lembre-se de forrar algo macio embaixo. Outra dica é: quanto mais fino e“mole” o tecido, melhor de moldá-lo ao assento. Como usamos um tecido muito grosso, os arremates nos cantos ficaram “grosseiros” e difíceis de dobrar.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Sete meses após acidente, família que sobreviveu à tragédia no trânsito fala sobre o milagre

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas