Morreu na manhã desta segunda-feira (22) o médico Caio Martins Guedes, de 33 anos, em decorrência de complicações da covid-19. De acordo com a assessoria do Hospital Angelina Caron, de Campina Grande do Sul, onde Guedes era residente, o médico estava internado no Hospital Pilar, em Curitiba, há aproximadamente 12 dias.

LEIA MAIS – Curitiba ultrapassa 3 mil casos de covid-19 e perde mais cinco pacientes pra doença

Caio Guedes era médico residente de ortopedia no Hospital Angelina Caron e também trabalhava como plantonista em uma instituição de saúde em Bocaiuva do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba.

LEIA TAMBÉM Como melhorar a imunidade neste inverno em plena pandemia de covid-19?

Com relação à morte do médico Caio Guedes, o Hospital Pilar, em nota, afirmou que ele estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O hospital informou ainda que toma todas as medidas cabíveis para conter o avanço da doença, e todas as informações referentes à doença estão sendo informadas aos órgãos de saúde do estado, respeitando os protocolos estabelecidos pelo Ministério da Saúde.

Casos em Curitiba

Neste último fim de semana (20 e 21), Curitiba bateu recorde de mortes de coronavírus. Somando os três óbitos de sábado (20) com as sete mortes deste domingo (21), a capital chega aos 109 óbitos pela covid-19. Foram 51 novos casos da doença, chegando a um total de 2.885 confirmações desde o início da pandemia.


Precisamos do seu apoio neste momento!

Este conteúdo te ajudou? Curtiu a forma que está apresentado? Bem, se você chegou até aqui acredito que ficou bacana, né?

Neste cenário de pandemia, nós da Tribuna intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise. Bora ajudar?

Ao contribuir com a Tribuna, você ajuda a transformar vidas, como estas

– Pai vende vende 1000 bilhetes de rifa com a ajuda da Tribuna pra salvar o filho
– Leitores da Tribuna fazem doação de “estoque” de fraldas para quíntuplos
– Leitores se unem para ajudar catadora de papel de 72 anos

E tem várias outras aqui!

Se você já está convencido do valor de sua ajuda, clique no botão abaixo