Três garotas foram baleadas, na madrugada de ontem, ao lado de uma cancha esportiva, em Colombo. Uma das vítimas, identificada como Jéssica Aparecida de Oliveira Rosa, 17 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu no local. As outras duas foram encaminhadas em estado grave ao Hospital Cajuru.

O crime aconteceu pouco antes das 5h, na Travessa Sócrates, quase esquina com a Rua Allan Kardec, Jardim Campo Alto, bairro onde atua a chamada “Gangue do Beco”, que há anos vive em pé de guerra com a gangue da Vila Esperança.

Átila Alberti
Violência acua moradores.

A Polícia Civil investiga o caso e apura se o crime está relacionado à ação das gangues e se tem ligação com o tráfico de drogas. De acordo com as primeiras informações obtidas pela Polícia Militar e repassadas ao delegado Adriano Garcia Evangelista dos Santos -que assumiu há uma semana como titular da Delegacia do Alto Maracanã – as três jovens eram amigas, usuárias de drogas e estavam num bar da região.

No local, segundo a polícia, elas se desentenderam com uma outra garota. Na saída, as amigas foram perseguidas por três rapazes, conforme contaram moradores da região. Elas tentaram escapar pela travessa, mas foram cercadas e baleadas ao lado da cancha.

Jéssica morreu no local. As outras duas garotas, identificadas como Jackeline de Lima de Oliveira, 18, e Misleire Brites Moreira, 19, permanecem internadas. De acordo com o delegado, tudo indica que o crime tenha sido motivado por dívida de drogas.

A Polícia Militar chegou ao local por volta de 4h50, minutos após o crime. A viatura fazia patrulhamento no bairro e mesmo assim os criminosos ignoraram que a polícia estava na região.

No final da madrugada, policiais da Denarc (Divisão Estadual de Narcóticos) realizaram uma operação no bairro, o que também não impediu a ação dos marginais.

Segundo o delegado, investigadores foram até o hospital pela manhã para tentar conversar com parentes e buscar informações sobre os suspeitos, que seriam conhecidos da pivô da confusão.

Violência

Um aposentado, que mora na frente do local onde ocorreu o crime, disse que estava com a mulher no quarto e havia acabado de acordar quando ouviu gritos e, em seguida, quatro tiros.

Instantes depois, o idoso ouviu mais uma sequencia de disparos. Quando saiu no portão para ver o que tinha acontecido, contou que a viatura da PM já atendia à ocorrência.

“Moro aqui há 30 anos e essa disputa de tráfico sempre existiu. Eles costumavam vender droga aqui na frente de casa, de dia. Essa rua vivia cheia de carros importados de clientes que vinham comprar droga em pleno dia. Há um ano, o movimento passou a acontecer apenas de noite. Só saio de casa nesse período se for pra ir ao médico”, contou o morador.

Outro

Jéssica não foi a única vítima da violência em Colombo durante a madrugada de ontem. Por volta de 00h30, Antônio Aparecido de Souza, 45 anos, foi assassinado com tiros no rosto e na barriga em frente de casa, na Rua Maria de Lourdes Pereira de Farias, Jardim Ana Maria. Autoria e motivo do crime estão sendo investigados pela DP do Alto Maracanã.