Investigação

Digitais da cena do crime confirmam identidade do suspeito de matar professor em Curitiba

Exame digitais
Digitais coletadas na cena do crime confirmam identidade de suspeito de matar professor em Curitiba. Foto: PCPR

O suspeito do homicídio que vitimou o professor de português Onírio Carlos Silvestre, 59 anos, teve a identidade confirmada nesta segunda-feira (27), por meio de uma perícia papiloscópica no local do crime. Essa perícia, realizada pela Polícia Civil (PCPR), analisou as impressões digitais encontradas na porta do quarto da vítima. O suspeito, Luís Felipe Messias Costa, 29 anos, foi preso na última quarta-feira (22), em Ponta Grossa, região dos Campos Gerais.

Costa é suspeito de matar o professor a facadas, no último dia 15 de dezembro. De acordo com as investigações, autor e vítima tinham um relacionamento amoroso de três anos. Segundo a PCPR, o corpo de Silvestre foi encontrado no domingo (19), no próprio apartamento, em Curitiba. De acordo com a perícia, ele estava morto desde o dia 15 de dezembro. 

+ Leia mais: Motorista “atropela” membro da gangue do pedal, que quase foi linchado em Curitiba

Conforme as investigações, houve uma briga com motivação econômica antes do crime. Posteriormente, segundo a PCPR, o suspeito furtou cartões de crédito, celular e o carro da vítima, um Ônix vermelho.

Imagem do suspeito no elevador do prédio da vítima. Foto: Divulgação/PCPR

Segundo a polícia, Costa chegou a pichar “I love you” na parede do quarto depois do crime. A suspeita inicial da polícia era de que o crime teria sido por homofobia

Eliana descobre o segredo de Buba.
Renascer

Eliana descobre o segredo de Buba.

Deodora engana Seu Tico Leonel
No Rancho Fundo

Deodora engana Seu Tico Leonel