Mais dez casos de contaminação pelo coronavírus foram confirmadas pela Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba. O novo boletim divulgado pela SMS nesta quarta-feira (25), aponta que agora são 56 casos confirmados e 135 sob investigação. Cinco pessoas permanecem internadas, uma em quadro grave.

+ Leia mais: Coronavírus não deve afetar atividade da Ceasa em Curitiba

“O caso grave é o do nosso médico, ele ainda permanece na UTI, mas notícias são promissoras, ta respondendo bem, sem complicadores e alteração no cargo”, disse a secretária Municipal da Saúde, Márcia Huçulak. O médico Jamal Munir Bark, que atende na UPA do Boqueirão. 

No Paraná

A Secretaria de Estado da Saúde confirmou mais 27 casos de coronavírus no Paraná nesta quarta-feira (25). São 14 homens e 13 mulheres com idades entre 20 e 54 anos, de Curitiba (19), Pinhais (1), Foz do Iguaçu (1), Maringá (1), Ponta Grossa (2), Faxinal (1), Campo Mourão (1) e São Paulo (1), fora do Estado. Ao todo são 97 infectados.

O Ministério da Saúde divulgou os novos dados sobre a disseminação do coronavírus no Brasil. O país já tem 2.433 casos confirmados da doença e 57 vítimas fatais. São Paulo, com 48, e Rio de Janeiro, com 6, lideram o número de mortes.

Além desses dois estados, Rio Grande do Sul, Amazonas e Pernambuco já tiveram mortes devidas ao coronavírus. Pernambuco teve a morte por coronavírus confirmada hoje, e é, com isso, o quinto estado do país com vítima fatal da doença.

Como prevenir a contaminação por coronavírus

  • Lavar as mãos com frequência/ ou utilizar álcool 70%, principalmente antes de consumir algum alimento;
  • Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
  • Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
  • Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca, higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
  • Manter ambientes bem ventilados, evitar contato próximo com pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença;
  • Evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações;
  • Pessoas com sintomas de infecção respiratória aguda devem praticar etiqueta respiratória (cobrir a boca e nariz ao tossir e espirrar, preferencialmente com lenços descartáveis, e depois lavar as mãos).

Baixe o guia de prevenção para compartilhar!

Imprima esse guia em PDF com informações sobre a prevenção do Coronavírus e outras doenças respiratórias virais: