As medidas de combate à pandemia de coronavírus (Covid-19) não devem afetar a distribuição de alimentos em Curitiba e Região Metropolitana. Quem garante é o diretor agrocomercial e gerente das Centrais de Abastecimento do Paraná (Ceasa), Paulo Ricardo da Nova. Segundo ele, o movimento de entregas e distribuição segue a todo o vapor nos boxes da Ceasa, que está tomando medidas para evitar a contaminação dos trabalhadores do local.

Na Ceasa, para evitar a aglomeração de pessoas foi preciso ampliar o horário das entregas em meia hora. O local está abrindo a partir das 4h45. O horário normal era 5h15.

LEIA MAISProdutores e feirantes entregam alimentos pelo WhatsApp na quarentena em Curitiba

A medida foi tomada pela administração para evitar aglomerações e seguir as orientações de prevenção contra o coronavírus. Outras medidas como a contratação de mais gente para limpeza dos banheiros, pulverização constante dos boxes e paredes com água sanitária e disponibilização de dispensers de álcool em gel (70%) nos locais estratégicos como lanchonetes também foram tomadas.

“Estamos tomando todos os cuidados para a segurança da saúde de quem está trabalhando. Não há previsão de que as atividades por aqui se encerrem. Tem bastante alimento e nenhuma previsão de que possa faltar para a população”, disse Paulo da Nova.

+ Leia mais: Curitiba ‘fantasma’: imagens da cidade vazia na quarentena

Ainda segundo o gerente, mesmo com a grande movimentação, houve sim uma queda de cerca de 20% nos negócios da Ceasa. As principais causas, de acordo com a administração, são a menor demanda dos bares e restaurantes, por causa do baixo movimento nesses locais, e o fechamento de alguns pequenos mercados.

O setor de flores também registrou queda, por causa do cancelamento e adiamento de eventos. “Mesmo assim, seguimos um bom ritmo. Tenho plena certeza de que quem vai segurar essa crise no país é a agricultura. A produção segue grande, vai manter os empregos e gerar mais alguns”, disse.

Como prevenir a contaminação por coronavírus

  • Lavar as mãos com frequência/ ou utilizar álcool 70%, principalmente antes de consumir algum alimento;
  • Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
  • Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
  • Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca, higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
  • Manter ambientes bem ventilados, evitar contato próximo com pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença;
  • Evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações;
  • Pessoas com sintomas de infecção respiratória aguda devem praticar etiqueta respiratória (cobrir a boca e nariz ao tossir e espirrar, preferencialmente com lenços descartáveis, e depois lavar as mãos).

Baixe o guia de prevenção para compartilhar!

Imprima esse guia em PDF com informações sobre a prevenção do Coronavírus e outras doenças respiratórias virais: