O depoimento do chefe de gabinete da Presidência da República, Gilberto Carvalho, na Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga a atividade de bingos no país e a relação delas com a lavagem de dinheiro e o crime organizado (CPI dos Bingos), será em sessão fechada.

A opção foi feita por ele, ao responder consulta do presidente da comissão, senador Efraim Moraes (PFL-PB). Ao chegar para depor, Carvalho justificou sua opção afirmando que a comissão não estaria ouvindo apenas o cidadão, mas o chefe de gabinete do presidente da República. A imprensa já foi retirada da sala e o depoimento deve começar em instantes.