O Corinthians continua sonhando com a classificação para as semifinais do Campeonato Paulista. Um gol do jovem atacante Daniel Grando, no último lance da partida, aos 48 minutos do segundo tempo, garantiu uma sofrida vitória por 2 a 1 sobre o Noroeste, no Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP).

Graças a este resultado, num jogo fraco tecnicamente e marcado por erros da arbitragem, com um pênalti não marcado para o Corinthians, o time alvinegro chega aos 23 pontos na classificação, ficando próximo da zona de classificação para as semifinais. E consegue com isso um alívio para trabalhar a semana inteira, já que só volta a jogar no próximo sábado, contra o Grêmio Barueri.

A vitória foi garantida com o gol de Daniel Grando após um cruzamento da esquerda, em que ele desviou para o gol, nos acréscimos. "Ainda bem que foi legítimo, senão iam falar que nos ajudam. Ninguém ajuda a gente. Estamos aqui para trabalhar e enquanto o juiz não apitar, eu incentivo o time", disse o técnico Leão, irritado com a arbitragem.

O lance que o técnico mais reclama aconteceu aos 25 minutos do segundo tempo. Num lançamento para Daniel Grando – que havia entrado minutos antes – ele cai numa dividida com o zagueiro.

O árbitro Flávio Rodrigues Guerra marca pênalti, mas a auxiliar Aline Lambert dá impedimento. Com isso, Guerra resolve voltar atrás e marcar o impedimento – que a televisão mostrou não existir.

Antes disso, a partida foi fraca. O Corinthians atacava com perigo nos contra-ataques e o Noroeste, apesar de ter mais posse de bola, não chegava com perigo ao gol. O gol corintiano, aos 40 minutos, com Gustavo de cabeça, saiu numa bola cruzada na área numa falta, onde o zagueiro cabeceou no canto do goleiro Fabiano que não alcançou.

A torcida corintiana, que se segurava e contava os minutos, viu Vandinho empatar logo aos 10 minutos do segundo tempo. Ele só desviou um cruzamento de Márcio Gabriel, pela direita. Porém, quando o time de Bauru se contentava com o empate, veio o gol da vitória no último lance do jogo.