O abate de 84 animais com suspeita de febre aftosa está sendo feito hoje (10) na Fazenda Flor do Café, em Bela Vista do Paraíso, norte do Paraná. A fazenda é uma das propriedades identificadas pelo Ministério da Agricultura como foco de febre aftosa.

Os animais são mortos a tiros por três policiais militares. Segundo previsão da Secretaria da Agricultura, os trabalhos se encerram à tarde. Integrantes da Comissão de Necropsia fazem a coleta das vísceras de dois animais.

As mostras serão enviadas para análise no laboratório do Pan-Aftosa (Centro Pan-Americano de Febre Aftosa) no Rio de Janeiro. Governo do Paraná e pecuaristas ainda negam a existência da doença no estado e os exames, conforme os proprietários das fazendas, poderão esclarecer a dúvida.

Amanhã (11), segundo o cronograma divulgado pela Secretaria da Agricultura, serão sacrificados mais 43 animais da propriedade Santa Isabel, em Grandes Rios.

Somente quando todos os 6.705 animais das sete fazendas com suspeita do foco forem abatidos é que será iniciada a contagem seis meses para que o Paraná reconquiste o selo de zona livre de febre aftosa.