O secretário do Trabalho, Emprego e Promoção Social, Padre Roque Zimmermann, visita a regional de Jacarezinho nestas quinta e sexta-feiras para assinar convênios com entidades dos municípios de Jacarezinho, Ribeirão Claro, Siqueira Campos e Pinhalão com o programa Compra Direta (confira o roteiro do secretário abaixo).

Esses municípios e o de Carlópolis ? que já teve seu convênio assinado ? receberão recursos de pouco mais de R$ 260 mil no total. ?Além de complementar a alimentação das pessoas atendidas nessas entidades, o Compra Direta incentiva a geração de renda dos agricultores familiares, eliminando a figura do ?atravessador? e estimulando a permanência desses produtores no campo.?, explica o secretário.

Em Carlópolis, Padre Roque inaugura a Agência do Trabalhador e o Banco Social do município. ?Com essa, são 218 agências em todo o Estado, levando nossos serviços de colocação, qualificação e crédito para os trabalhadores do Paraná?, diz o secretário.

Como participar do Compra Direta

O Governo do Estado realiza um convênio com uma associação no município, que fica responsável pela execução do programa no local. Para a realização do convênio é necessário que as entidades sociais e os agricultores familiares preencham o formulário padrão do programa.

Todo e qualquer produto da agricultura familiar pode ser comercializado, respeitando o que a legislação exige – o governo somente adquirirá produtos que possam ser comercializados através da nota do produtor.

A Secretaria de Agricultura e Abastecimento, a Empresa Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), a Central de Abastecimento do Paraná S.A (Ceasa) e a Companhia Nacional de Abastecimento são parceiras do programa Compra Direta. O programa também tem a colaboração de entidades não-governamentais de assessoria rural, sindicatos de trabalhadores rurais, entidades da assistência social, APMs, Associações de agricultores familiares e Prefeituras Municipais.

Para ver o formulário padrão ou para mais informações consulte o site www.setp.pr.gov.br/setp/enfpob ou ligue para (41) 3883-2500.