Foto por: Filippo Monteforte

O goleiro italiano Gianluigi Buffon foi substituído no intervalo da partida entre sua seleção e o Paraguai, nesta segunda-feira na Cidade do Cabo, com “uma dor no nervo ciátivo”, uma lesão leve.

“Pensava que tinha sofrido um estiramento. Mas trata-se apenas de uma dor no nervo ciático. Espero estar recuperado em dois dias”, disse o goleiro.

Seu treinador, Marcello Lippi, já havia tentado tranquilizar os torcedores italianos em uma coletiva de imprensa posterior ao jogo.

“É um pequeno problema nas costas, faremos testes logo”, explicou Lippi sobre a saída de Buffon após o intervalo, que foi substituído por Federico Marchetti (Cagliari).

“Sentiu uma dor nas costas no aquecimento, mas me disse que podia jogar. Ao voltar aos vestiários (no intervalo), me disse que não podia continuar. Foi algo muito negativo para nós, porque perdemos uma das alterações”, acrescentou Lippi.

Antes de prever um tempo de recuperação, Lippi preferiu ser cauteloso e esperar o diagnóstico médico. “Não sei se é grave, o médico tem que avaliá-lo primeiro”.

O goleiro da Juventus saiu do campo com o sabor amargo do gol que havia sofrido pouco antes, obra de Antolín Alcaraz aos 39 minutos, ainda que sua equipe tenha evitado a derrota no segundo tempo, igualando com Daniele de Rossi aos 18 minutos.

Os problemas físicos de Buffon somam-se aos vividos na preparação para a Copa por outro importante jogador italiano e também campeão mundial na Alemanha-2006, Andrea Pirlo, que não entrou em campo contra a seleção paraguaia.