São Paulo

– A Polícia Federal e o Exército destruíram duas mil armas ontem, em Osasco, cidade da Grande São Paulo. Este foi o primeiro lote destruído no estado desde 15 de julho, quando o governo começou a pagar indenizações pelas armas recebidas. Segundo o assessor de imprensa da Polícia Federal de São Paulo, Celso D’arcke Brasil, o estado recebeu 15.678 armas desde o início da campanha. Só na capital, foram mais de 7.500. “Em média a PF recebe 500 armas por dia”, ressalta.