Brasília – O senador Epitácio Cafeteira (PTB-MA) recebeu nesta segunda-feira (11) do Conselho de Ética do Senado, os documentos referentes ao processo contra o senador Renan Calheiros (PMDB-AL). Segundo denúncia publicada pela revista Veja, Renan pagaria pensão à jornalista Mônica Veloso, com quem tem um filho, por meio de um funcionário da empreiteira Mendes Júnior, Cláudio Gontijo.

Cafeteira disse que pretende dar agilidade à análise dos documentos e não considerou um prêmio ter sido escolhido relator do processo. "Eu não pleiteei ser relator. Nem ao menos vim na sessão que me escolheu relator. Sei das minhas atribuições, das minhas obrigações e isso é uma obrigação, não é um prêmio, é um bônus". O senador informou que ainda vai analisar os documentos antes de decidir se a jornalista será ouvida.

O presidente do Senado deve ser notificado oficialmente ainda hoje do processo contra ele no Conselho de Ética. A partir daí, Renan tem cinco sessões deliberativas para apresentar defesa. Ele responde a processo no conselho por causa de uma representação contra o P-SOL.