Após a série de acidentes e irregularidades envolvendo os ônibus do Rio de Janeiro, o Procon do Rio fiscalizou nesta sexta-feira, 10, as garagens das empresas de ônibus da cidade e encontrou 22 veículos sem condições de circular. A operação, batizada de “Roleta Russa”, foi realizada durante a madrugada por 12 fiscais, que vistoriaram quatro companhias.

Entre os problemas identificados estavam a má conservação dos coletivos, pneus carecas, IPVA atrasado, falta de documentação, bancos soltos, ausência de cinto de segurança para o motorista e elevador de deficiente quebrado. As quatro empresas foram autuadas e, com base no relatório da fiscalização, poderão receber multa de até R$ 7,2 milhões. O Procon informou que passará a adotar o procedimento de vistorias regularmente. O Rio possui mais de 8 mil ônibus de 42 empresas circulando diariamente pela cidade.