O Partido Social Liberal (PSL) fez uma consulta ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na qual questiona a finalidade do horário eleitoral gratuito. A representação nacional do PSL coloca em dúvida se está inserido, entre os objetivos do horário eleitoral gratuito divulgado pelas emissoras de rádio e TV, o direito da população de poder ver e ouvir as propostas e idéias das agremiações partidárias. Ou, por outro lado, se o horário eleitoral gratuito em rádio e TV seria um direito apenas dos partidos de poderem expor suas idéias e programas.

A consulta foi encaminhada ao ministro Carlos Ayres Britto.