O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, disse que o seu ministério estuda uma nova política industrial para o País, em parceria com o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Segundo o ministro, as condições da economia e de juros no País mudaram de 2003 para cá e geraram a necessidade de uma revisão da atual política industrial, implantada naquele ano. Jorge disse que a estimativa é de que a nova política, que está sendo elaborada em parceria também com a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (Abdi), seja anunciada em dois ou três meses.

O ministro afirmou que a participação do BNDES no estudo é fundamental, porque o presidente da instituição, Luciano Coutinho, "é um especialista em política industrial". Jorge está participando hoje de uma audiência pública na Comissão de Desenvolvimento, Indústria e Comércio, na Câmara dos Deputados.

Na sua exposição inicial, o ministro destacou as políticas de desoneração tributária adotadas por seu ministério e afirmou que elas são uma saída para qualquer país que queira ter um crescimento econômico e tornar competitivo o setor produtivo. Miguel Jorge destacou a queda das taxas de juros no País. Reconheceu que as taxas ainda estão acima do desejado, mas disse que deverão continuar caindo.